Mudança do algoritmo do Google

Mudança do algoritmo do Google

Mudança do algoritmo do Google

Mudança do algoritmo do Google

Com essa matéria, conheça a evolução dos algoritmos do Google.
Você sabia que o Google apresenta seu site de acordo com o raqueamento feito por seu algoritmo? Entenda melhor como isso funciona.

Uma das coisas que mais causa agitação na principal ferramenta de busca, o Google, é a mudança do algoritmo. Afinal, ele é utilizado para fazer pesquisas na internet, e não estar de acordo com as suas exigências, implica em baixo tráfego orgânico em seu site.

O algoritmo é responsável por as informações mais relevantes para você, e isso é feito de acordo com duzentos fatores de ranqueamento, que definem a ordem em que as páginas são apresentadas. Caso isso não existisse, os resultados seriam apresentados de maneira aleatória, dificultando encontrar o que se deseja.
Mas ele não é o mesmo desde o início do Google, sofrendo com atualizações constantes. Conheça agora, as principais alterações em cada uma.

1 – Florida (2003)

Essa foi a primeira grande atualização, colocando o SEO em prática e indo contra sites de baixa qualidade e que utilizavam más práticas.

2 – Panda (2011)

Anos depois, a nova atualização afetou sites com baixa qualidade que realizavam um número elevado de anúncios. A partir dessa, todas passaram a considerar o conteúdo apresentado no site.

3 – Penguin (2012)

Essa atualização foi responsável por conter o excesso de otimização de conteúdo, tendo como objetivo castigar sites que praticavam o keyword stuffing.

– Hummingbird (2013)

Essa não foi apenas uma atualização, mas sim, uma revisão completa. As buscas passaram a ser além de palavras-chaves, levando em consideração o universo semântico, além da localização do usuários e pesquisas feitas anteriormente.

5 – HTTPS/SSL Update (2014)

A atualização de 2014 incluiu o HTTPS/SSL como fator de ranqueamento, sendo utilizado como forma para deixar o ambiente online mais seguro.

6 – Mobile Friendly Update – Mobilegeddon (2015)
Voltada para dispositivos móveis, o algoritmo atualizado em 2015 passou a dar prioridade para sites que tinham um ótimo desempenho e navegabilidade para mobile.

7 – Rankbrain (2015)
No mesmo ano, o Google incluiu a inteligência artificial em seu algoritmo, auxiliando na interpretação e apresentação dos resultados de busca.

8 – Fred (2017)
A mais recente atualização tem a finalidade de identificar sites com conteúdo de baixa qualidade e muitos banners de propaganda.

Conte com a Insight Comunicação Digital para manter seu site com um bom ranqueamento orgânico. www.marketingdigitalabc.com.br

Gostou dessa matéria? Leia mais em:

https://marketingdigitalabc.com.br/blog/seo/como-pesquisa-de-voz-pode-interferir-no-seo/

Conheça o nossos cases em: www.marketingdigitalabc.com.br

Deixe seu comentário